A prática de exercício físico moderado é cada vez mais aconselhada pela comunidade médica, existindo cada vez mais evidências científicas quando aos seus benefícios durante a gravidez.

Cada vez mais mulheres procuram ter uma gravidez activa, no entanto, a dúvida impera, “será que posso fazer este exercício?”.

Todas as Grávidas podem fazer exercício físico, salvo contra-indicação médica. Deve, no entanto, ter o cuidado de escolher a actividade física mais adequada.

Caso seja uma futura Mamã sedentária, talvez não seja a melhor altura para realizar actividade física de intensidade elevada, mas deve praticar de forma leve a moderada.

O Método de Pilates Clínico Pré-Natal caracteriza-se por exercícios de baixo impacto, realizados de forma lenta e moderada, adaptados à condição física e ao trimestre da futura Mamã, sendo por isso seguros e apresentando inúmeros benefícios!

O nome “Clínico” indica que será acompanhada por um profissional de saúde, no nosso caso por uma Fisioterapeuta com formação específica em Saúde da Mulher e Pilates Clínico.

A Fisioterapeuta irá consulta-la e avalia-la previamente, para que os exercícios que realize sejam adaptados à sua situação física e clínica.

A sua sessão de Pilates Clínico Pré-Natal poderá ser realizada individualmente ou em grupo, no qual o número de participantes não excederá as cinco Mamãs, para que toda a atenção lhe possa ser prestada.

Com certeza já ouviu falar dos benefícios do Pilates Clínico, mas será que conhece os benefícios do Pilates Clínico durante a gravidez?

Destacamos Alguns:

  • Activação e reeducação dos músculos Abdominais, prevenindo a diástase Abdominal (afastamento dos Músculos Rectos Abdominais) patológica, reduzindo os episódios de dor lombar e ajudando-a durante o parto, no momento de expulsão do bebé;
  • Reeducação e fortalecimento dos músculos Perineais, prevenindo a perda involuntária de urina (frequente) no pós-parto;
  • Melhoria da consciência respiratória, permitindo-lhe desenvolver um mecanismo de respiração mais eficaz, reduzindo a fadiga durante a gravidez e tornando a respiração uma aliada durante o parto, seja para relaxar ou para a ajudar no momento da expulsão;
  • Melhor controlo do ganho ponderal, moderando o aumento de peso durante a gravidez;
  • Estimulação da circulação sanguínea, reduzindo o edema ao nível dos membros inferiores e da vulva e prevenindo episódios de flebite;
  • Redução do risco de diabetes gestacional;
  • Promoção de relaxamento e sensação de bem-estar;
  • E por último…
    a Grávida que teve uma prática regular de exercício físico durante a gestação enfrentará o momento do parto com mais confiança e a sua recuperação após o parto será mais rápida!

Artigo cortesia de Ana Pacheco

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *